Bento XVI em Portugal

>> terça-feira, 11 de maio de 2010

Interrompo a pausa no Laranja Choque, para fazer menção à visita de Bento XVI ao nosso país.

É um momento alto para a Igreja Católica e para os Católicos, representa um símbolo de unidade e esperança num futuro melhor. Acima de tudo, é um momento de reflexão e de esperança num futuro melhor, para todos.

Tenho uma admiração grande por este Papa, porque julgo que nunca como agora, foi tão difícil ser Papa da Igreja Católica. Os Escândalos da Pedofilia, têm sido encarados com coragem e frontalidade por este Papa. Não se recusa a falar do assunto. Sobre este ponto gostaria apenas de resumir o meu pensamento numa frase: A Igreja será sempre Santa porque foi fundada por Deus, e sempre pecadora porque é constituída por homens.

A Igreja Católica não padecerá pelo pecado de alguns homens. Bento XVI tem dado um contributo muito importante para a união de todos os cristãos e católicos e na difusão de uma mensagem de esperança e de fortalecimento.

É com fé em Deus e com a tranquilidade que daí advém que devemos encarar os desafios do nosso mundo. A vinda do Papa a Portugal, é o símbolo dessa tranquilidade. Mas também a afirmação dos valores católicos e de uma sociedade mais justa.

1 comentários:

✩ kate ✩ 14 de maio de 2010 às 15:31  

Concordo em tudo aquilo que escreveste. Mas acho que falta salientar um aspecto bastante importante em relação a este Papa. Ele mudou a opinião de muitas pessoas, tal como a minha. Dizia eu que ele só viria a Portugal para nos dar despesas e não ia fazer cá falta nenhuma. E tal não foi o meu espanto quando ligo a televisão e vejo uma pessoa humilde com um discurso que chega a todos, crianças e adultos. Eu fiquei "fã", e como eu, deve de existir muitos mais portugueses com este espírito. É uma pessoa humilde, culta, inteligente, aborda os temas de forma directa. Não tem discursos, focando-se em Deus e só nele. Acho que muito se deve ao facto, de ter passado o que passou, de ter presenciado coisas que nenhum de nós presenciou nem espera vir a fazê-lo, de ter sido professor, de ser um teólogo de excelência. E a forma como ele se dirige aos jovens, tocou-me. É sem sombra de dúvidas, na minha humilde opinião, o Papa do nosso século. Aquele, que irá mudar a mentalidade de muitas pessoas, esperemos nós que para melhor. :)

Parabéns pelo blogue :)